domingo, 26 de outubro de 2008

Nova lei ambiental provoca polêmica

24/10/08 - 21h41 - Atualizado em 24/10/08 - 21h41

Nova lei ambiental provoca polêmica
O decreto anterior instituía regras mais severas contra o desmatamento nas áreas de reserva legal. O decreto em estudo acaba com a multa para quem deixar de registrar um terreno em área de reserva.

Um novo decreto do governo está provocando muita discussão entre ambientalistas brasileiros.

Sancionada em julho, a nova lei ambiental foi comemorada pelo governo. O decreto instituía regras e punições mais severas contra o desmatamento nas áreas de reserva legal.

O decreto em estudo acaba com a multa imediata para quem deixar de registrar um terreno em área de reserva. O valor podia chegar a R$ 100 mil por hectare ou fração de terra.

Já o prazo para que proprietário se comprometa a regularizar o terreno aumentou de 69 para 120 dias.

Se não for cumprido, será cobrada uma multa diária, mas ela será, no máximo, de R$ 500 por hectare ou fração de terreno. A multa para quem cortar árvores sem plano de manejo autorizado, antes fixada em R$ 5 mil, caiu para R$ 1 mil.

As mudanças foram combinadas entre os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente. O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, garante que o abrandamento das punições está sendo feito para beneficiar os pequenos e médios produtores rurais, que não teriam condições de cumprir o decreto original e corriam o risco de parar de produzir.

“A verdade é que as leis ambientais, de forma geral, não levaram em consideração esta realidade. Tratando-se de pequenos e médios agricultores, eles não terão renda para pagar essas multas”, afirmou Stephanes.

“Há 40 anos ninguém cumpria a lei. Nós demos prazo e multa para a lei ser cumprida”, afirmou o ministro do Meio Ambiente Carlos Minc.

Para os ambientalistas, as adaptações embora necessárias, foram exageradas. “Sabemos que há necessidade de adequação de espaço e prazo, mas nós não podemos exagerar. Não podemos mostrar ou começar com uma lei frouxa. Temos que fazer com que a sociedade tenha instrumentos legais que inibam o crime ambiental nesse país”, conclui Rubens Gomes, presidente do Grupo de Trabalho Amazônico (GTA).

Gioconda Brasil

Nenhum comentário:

MINHA HISTÓRIA NA GRANJA!

Olá...
Desde que me mudei para a Granja, em 2001, notei que havia algo maravilhoso no ar.
A sensação de estar no Interior...e isso me encantou...queria fugir do caos da Vila Mariana...do trânsito...da falta de segurança...queria poder plantar....
Com apenas alguns meses "de Granja", fui ao antigo "Empório da Granja", (hoje Santo Mouro), comprar pão e leite... e ao apresentar uma nota de R$ 50,00, o rapaz me disse:
- Dona, não tenho troco...
eu respondi:
- Deixe aqui do ladinho então, vou trocar o dinheiro e volto pra buscar.
Ele , prontamente respondeu:
- Não se preocupe, me dê seu nome e telefone, e depois a senhora volta prá pagar... (retirando de debaixo do balcão, uma cadernetinha - isso mesmo que você está lendo: uma cadernetinha... - onde anotou meu telefone).
Meu olhar com certeza mostrou minha surpresa...e naquele dia, tive a certeza de que aqui era o lugar certo pra eu morar, pra ver meus filhos crescerem.
E como Paisagista, claro, prá plantar muitas árvores, contribuir com muito mais verde!!!!....
Vamos fazer o Natal das crianças? Claro! Quantas vezes subi na boleia do caminhão do Movimento Granja Viva para, com a maior alegria do mundo, passar nos condomínios, de porta em porta, recebendo doações de brinquedos...e fazendo Campanhas de Agasalho nos Condomínios, um sucesso que ajudou e ajuda tanta gente carente!!!!
No Movimento Granja Viva fiz bons amigos...
Gente que como eu, está preocupada com o Meio Ambiente, com os problemas da região de Cotia, com as comunidades carentes, com os problemas do Município.Afinal, com o passar dos anos, a Granja foi crescendo, sem controle nenhum...
E com o crescimento, o sossego foi indo embora...a Raposo virou Travares, e as incorporadoras vendem o "Sonho Granjeiro".
"COMPRE SUA CASA EM MEIO AO VERDE! "...(só que eles já chegam derrubando as árvores que estão vendendo!)
Com a chegada de tantos empreendimentos, a segurança virou preocupação... e entrei para o Conselho de Segurança - o CONSEG da Granja...
Com nossas reuniões itinerantes em vários bairros, ouvimos os problemas que os moradores nos trazem...
As árvores começaram a cair, e lá fui eu para o Conselho do Meio Ambiente...brigar pelo Verde, brigar para que se faça Progresso com responsabilidade...com parceria com a Comunidade...
Diante de tantos desafios, sempre encontrava lá no fundo uma esperança de que a coisa podia melhorar, que era só as pessoas se unirem e brigarem pelo bem comum!
E dessa necessidade, de união e parceria, nasceu esse Blog.
Para todos da Granja, para expor os problemas e dividí-los.
Para juntos conseguirmos as soluções para o nosso "Cantinho dos Sonhos".Esse espaço é seu! É nosso!
Escreva tudo que te incomoda.
Vamos buscar juntos as soluções! Vamos por a boca no trombone diante do que nos incomoda.
Vamos mostrar pra quem está chegando, que todos são benvindos sim, desde que vistam a camisa granjeira e não venham apenas dormir aqui, ou desmatar, ou vender seu peixe.
Tenho um lema, que sempre me acompanha e diz tudo o que penso:
"Sozinhos vamos mais rápido, porém juntos, vamos mais longe"!
Sim, a verdade é essa:

JUNTOS, VAMOS MAIS LONGE!

Um beijo,
Fau Barbosa