domingo, 1 de junho de 2014

A ESSÊNCIA DE TUDO!


" Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. 
Sinto-me como aquele menino que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltavam poucas, rói o caroço. 
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. 
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. 
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte. 
Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos. 
Já não tenho tempo para conversas intermináveis para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha. 
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas que, apesar da idade cronológica, são imaturas. 
Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral ou semelhante bobagem, seja ela qual for. 
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa... 
Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado de deus. 
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo. O essencial faz a vida valer a pena. Basta o essencial!"
" Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. 
Sinto-me como aquele menino que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltavam poucas, rói o caroço. 
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. 
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. 
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte. 
Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos. 
Já não tenho tempo para conversas intermináveis para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha. 
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas que, apesar da idade cronológica, são imaturas. 
Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral ou semelhante bobagem, seja ela qual for. 
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa... 
Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado de deus. 
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo. O essencial faz a vida valer a pena. Basta o essencial!" (Rubens Alves)


terça-feira, 8 de maio de 2012

A Granja Viana e as promessas dos empreendedores...


Bom dia!!! Hoje "acordei com a corda toda" e com vontade de mostrar todas as promessas feitas por certos empreendimentos aqui da Granja, que até hoje não foram cumpridas.
E não são poucas não viu??? Pois eu tive bastante paciência e na manhã de hoje fotografei caso a caso, pra deixar bem documentadinho.
Vamos relembrar e levantar esses "defuntos"? Quem sabe assim alguma coisa boa acontece, né?
Passarela do km 23
A primeira promessa aconteceu quando o Walmart chegou na região em 2008. Em reunião com a comunidade, os diretores prometeram a implantação de uma passarela no km 23. Isso até hoje não saiu do papel. Muito blábláblá pra pouca ação.
Passados quatro anos da promessa (você não leu errado, não, são quatro anos mesmo!!!), o problema "seria resolvido" com uma parceria feita com a chegada do Shopping Granja Viana...mas...ledo engano...
A notícia foi publicada aqui no Blog da Fau, em novembro de 2010, com o título "Finalmente passarela do km 23 vai sair do papel" (leia aqui). Mas foi só mais um "embromation" e tudo continua como está!...Até hoje não fizeram a tal passarela!
Local onde deveria ter sido construída uma passarela, prometida pelo Walmart
Resultado? Os pedestres tem que se sujeitar a dar uma imensa volta a pé para chegar ao ponto de ônibus do outro lado da Raposo. Isso sem contar os assaltos que são rotina na subidinha até o viaduto, ao lado da GE.
E aí gente? O que vocês vão fazer? O povo quer saber!!!
Acesso de saída do Walmart para a Raposo
A saída do Walmart é outro problema sério que até hoje não foi corrigido. Os motoristas saem do hipermercado a toda velocidade e não param na curva que bifurca com a marginal do shopping. O resultado são vários acidentes ali, pois quem vem da marginal também aproveita o retão e não diminue a velocidade.
Já foi feita a sugestão para que se coloquem tachões para liminar a velocidade, tanto na saída do Walmart como na marginal do Shopping. Até agora, nem um nem outro se preocupou em resolver o problema. Os acidentes continuam.
Para que ninguém diga que "não entendeu", vou desenhar umas bolinhas vermelhas onde precisam ser colocados os limitadores (leia-se "tartarugas"), ok? :)
São simples ações que resolverão de vez um grande problema né? Não é difícil, basta ter vontade de fazer! E aí, quem vai fazer???
Câmeras de Monitoramento
E falando em assaltos, vamos por o dedo em mais uma feridinha. O Shopping quando chegou prometeu que iria instalar um sistema de monitoramento triangulado (leia aqui), com câmeras instaladas na sua entrada, no viaduto Willian Ortiz e outra na caixa d´água do Walmart.
A matéria foi publicada no Portal Viva em primeira mão, inclusive com fotos mostrando todo o projeto.
Monitoramento na região foi prometido em 2010. Promessa já vai fazer dois anos.
Na teoria, tudo muito lindo, digno de um sonoro "Ohhhhh"! Mas ficou também no blábláblá até agora.
Cadê o monitoramento Shopping Granja Viana???
Rua Adib Auada e o impacto na vizinhança
A vizinhança tem sido rendida todos os dias em assaltos à mão armada e roubos de veículos praticados no entorno do empreendimento, principalmente na Rua Adib Auada e na marginal da Raposo. (Uma situação que não existia antes de "vocês" chegarem).
Lembro que alguns amigos me diziam pra não reclamar da obra (que gerou um caos na vizinhança), pois eu ia poder ir a pé para o Shopping. Outro ledo engano, e que eu já tinha cantado a bola lá atrás: como ir a pé, mesmo tão próximo, sem ser assaltado em plena luz do dia???
Outro ponto é o estacionamento irregular na rua Adib Auada, que não tem nenhuma fiscalização. Mesmo com as placas de proibido estacionar, os motoristas param sem nenhuma cerimônia. E quando voltam..."cadê meu carro"???
"Natureza morta???"
Ahhh...quero aproveitar e colocar à disposição os meus "serviços de Paisagista" (risos). Por que vamos falar sério, que tristeza dá ver aquelas palmeiras colocadas no canteiro da marginal da Raposo hein? Um verdadeira "Natureza Morta" e ninguém se mexe.
Palmeiras "mortas" formam um "portal" no ponto de ônibus em frente ao Shopping
Estão esperando morrer o resto pra tirar tudo? Pelo visto não tem ninguém preocupado, vide o mato que invade o canteiro. Mas a comunidade está vendo e criticando bastante a falta de cuidados com o Meio Ambiente.
Acesso do viaduto para a Adib Auada
Outra promessa feita com a vinda desses empreendimentos, foi a melhoria do "bico" de entrada na Rua Adib Auada. A suposta obra começou com o alargamento da rua no perímetro da GE, e terminou com a construção de uma calçada que parou na metade. Os pedestres chegam ali e tem que andar na rua, no ponto mais perigoso onde o motorista não tem espaço e o pedestre corre riscos de atropelamento.
A calçada acaba no barranco, onde estava prevista a construção do novo acesso ao viaduto, com a cessão de terreno feita pela GE.
Perigo: Ultrapassagem em uma rua estreita, subida, e sem calçada para pedestres
Isso sem contar os caminhões que estacionam do outro lado da rua, bem em frente a obra de outro empreendimento, o Prime, que nem calçada fez ainda e o espaço onde ela deveria existir está cheio de tapumes jogados, obrigando os pedestres a andarem na rua.
Caos no trânsito local
Quando o shopping chegou, junto chegou a promessa de uma reconfiguração geométrica viária, pra acabar com a bagunça de quem quer sair da Rua Mathias Barbosa e da Rua Monet e entrar na Rua Adib Auada, sem ter que brigar com quem entra da Raposo (viaduto e rodovia).
Esse é mais um projeto que foi prometido à comunidade do entorno e não saiu do papel.
Projeto de reconfiguração geométrica e viária para a confluência da Rua Monet e Rua Adib Auada, com a Raposo Tavares, prometido com a vinda do Shopping, e que ainda não saiu do papel.
E mais uma vez, o pobre do pedestre foi esquecido, pois fica ilhado e não consegue atravessar. Já aconteceram, inclusive, alguns atropelamentos ali e num deles, uma senhora moradora de um condomínio, acabou falecendo.
No local, motoristas não respeitam o pedestre, que vive um stress diário na luta pela vida.
Conclusão
Pelo visto, os empreendedores locais não estão muito preocupados com a comunidade do entorno, né? Depois reclamam que a comunidade boicota os empreendimentos, mas como não boicotar se não nos respeitam? Parem de fazer "cara de paisagem" e tenham empatia pela comunidade onde estão inseridos!
E depois de tudo isso, fica aqui uma última pergunta, que já foi feita também em 2010 e também não teve resposta:
De quem é a responsabilidade pela iluminação do viaduto Willian Ortiz e da praça que dá acesso ao ponto de ônibus da Raposo - sentido Cotia? Essas áreas são utilizadas por alunos das escolas próximas, por funcionários de restaurantes e por outras pessoas que frequentemente são vítimas de assaltos por conta da escuridão.

Com a palavra, o DER.

Fotos: Fau Barbosa

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Leão Antuak chega à Cotia cercado de muita energia boa!

AddThis Social Bookmark Button

É sempre emocionante acompanhar a chegada de um leão ao Rancho dos Gnomos. É uma experiência única, cercada de tanta energia boa, que não dá vontade de sair de lá.

Na tarde desse sábado(3) não foi diferente. Eram 16 horas e fomos eu e minha filhota Rafaella, o Luis Gustavo e a Carol, com os filhotes Bernardo e Manuela, para o estacionamento da Dona Deola, esperar a equipe do Rancho, que já estava no rodoanel e chegava de uma longa viagem ao Mato Grosso do Sul, onde foi buscar o bonitinho!

Também a Guarda Civil já estava a postos para escoltá-lo pela Raposo até o Rancho dos Gnomos, onde Antuak era esperado.

Foram momentos únicos durante o trajeto, com pessoas nas ruas do centro olhando admiradas ao ver um leão dentro de uma carretinha, no maior sossego do mundo!

Ao chegar ao Rancho, aquela emoção de sempre, e muita preocupação e cuidado com o novo morador.

Todos falando baixo, recital de mantras, aspersão de florais, um momento muito zen e muito bonito, que faz toda a diferença na adaptação dos animais, que com sua sensibilidade captam toda essa energia benéfica e renovadora.

Silvia, Croco e Marcos e toda a equipe do resgate - Kelly, Daniel e Andréia

A veterinária Kelly aplica florais em Antuak para mantê-lo num padrão de energia equilibrada

Chega a hora de subir Antuak para o Santuário, onde ele vai ser recebido pelos outros tantos animais que ali vivem...

Antuak sendo encaminhado para dentro do Santuário, sua nova casa

Silvia e Marcos Pompeu: mais um amigo resgatado para o Rancho

Antuak olhou firme para mim e fez pose para a foto. Ele é muito lindo, gente! :)

As crianças e os convidados ficaram admirando de longe, enquanto a equipe preparou tudo para descer a carreta de cima do guincho.

Antuak

Antuak agora vai ficar em uma jaula provisória, em quarentena, para poder fazer exames e ver seu real estado de saúde. Só depois irá para sua casa definitiva, um enorme espaço ao lado de outras duas leoas, Hera e Biná, de 17 anos.

Uma curiosidade: Marcos nos contou que na natureza, os leões vivem 15, 20 anos no máximo. Em cativeiro, podem viver até 30 anos! :)

Conversei com a veterinária Kelly, que me disse que aparentemente ele está bem, apenas está mancando um pouco das patas de trás. "Ele está bem tratado e está inclusive com um pouquinho de sobrepeso, mas agora serão feitos todos os exames clínicos e laboratoriais", disse.

Quanto ao tratamento Kelly falou: "Para esses problemas que ele está apresentando a gente costuma usar tratamento de florais antes de entrar com tratamento alopático", disse. "Nós temos outro leão aqui com problema de coluna, que tem implante de ouro em vários pontos da coluna e está tendo bons resultados", contou. Ela espera que com Antuak não seja diferente.

Silvia Pompeu falou ao Portal Viva sobre o entrosamento da equipe, que foi fundamental para que o resgate fosse um sucesso. Para ela, o apoio da prefeitura de Vinhema foi fantástico. "Tudo muito simples, mas muito acolhedor. Todos muito empenhados em nos ajudar, realmente fez toda uma diferença", ressaltou.

Antuak estava em um recinto totalmente cercado por muros, o único contato que tinha era com seu tratador. "O senhor cuidava dele há 10 anos, e chorou muito. Mas ficou feliz pois sabe que ele veio para uma condição melhor", contou Silvia.

As primeiras horas no Rancho

Para quem não tinha contato com o mundo exterior, Antuak agora está observando tudo. Ele passou super bem a noite e foi monitorado durante a madrugada por Marcos Pompeu. "Ele dormiu tranquilo, está relaxado. E observa tudo, as araras revoaram e ele ficou olhando", disse. "Tudo é novo, o cheiro é novo, mas ele está bem".

Parcerias

Silvia Pompeu nos contou que os resgates do Rancho dos Gnomos estão cada vez mais completos e perfeitos por que as parcerias estão aparecendo. "Antes tínhamos apenas a parceria do Instituto Nina Rosa (resgate do leão Alex).O último resgate foi da tigresa Yamma, em 2010, com a chegada da parceria de O alquimista e da Biofauna.

"Hoje, com o resgate de Antuak, pudemos contar com muito mais parceiros (Firmenich, Azul, Instituto Kosmos, Porto Seguro, Anda e Dognostic), e isso reflete no cuidado com os animais", disse.

Cada vez mais parceiros estão ajudando o Rancho dos Gnomos. Só falta você!

Os animais do Rancho

Marcos fez questão de nos mostrar os animais do Rancho e o carinho com que são tratados.

É realmente emocionante ver o entrosamento dele com os animais, parecem "gatinhos" tamanha confiança naquele que lhes dá amor e cuida deles diariamente.

Marcos chama o leão Darshan, que vivia em um frigorífico desativado em Cariacica - ES.

O tigre Bengalinha, ameaçado de extinção e morador do Rancho desde 2000

O leão Alex, resgatado em 2009. Ele foi castrado e perdeu toda a juba, mas vive feliz!

A maravilhosa vista de cima mostra a área onde fica localizado o Rancho dos Gnomos

Marcos mostra para Luis Gustavo a nova moradora do Rancho, a "Fofoquinha".

Atualmente, o Rancho dos Gnomos abriga cerca de 300 animais, sendo 13 leões, 1 tigre-de-bengala, 1 onça-parda, 26 macacos, veados-catingueiros, gatos-do-mato, jaguatiricas, bichos-preguiça, emas, mutuns, araras, papagaios, jabutis, eqüino, caprinos, suínos, roedores, cães, gatos e diversos outros animais. Para se tornar um parceiro do Rancho dos Gnomos, acesse o site.

"Quando fazemos um trabalho desses, com toda essa energia e mobilizando compaixão, estamos redimindo a humanidade dos seus atos".

Parabéns à todos os envolvidos nessa causa animal. Seja benvindo, Antuak!

Matéria e fotos: Fau Barbosa

MINHA HISTÓRIA NA GRANJA!

Olá...
Desde que me mudei para a Granja, em 2001, notei que havia algo maravilhoso no ar.
A sensação de estar no Interior...e isso me encantou...queria fugir do caos da Vila Mariana...do trânsito...da falta de segurança...queria poder plantar....
Com apenas alguns meses "de Granja", fui ao antigo "Empório da Granja", (hoje Santo Mouro), comprar pão e leite... e ao apresentar uma nota de R$ 50,00, o rapaz me disse:
- Dona, não tenho troco...
eu respondi:
- Deixe aqui do ladinho então, vou trocar o dinheiro e volto pra buscar.
Ele , prontamente respondeu:
- Não se preocupe, me dê seu nome e telefone, e depois a senhora volta prá pagar... (retirando de debaixo do balcão, uma cadernetinha - isso mesmo que você está lendo: uma cadernetinha... - onde anotou meu telefone).
Meu olhar com certeza mostrou minha surpresa...e naquele dia, tive a certeza de que aqui era o lugar certo pra eu morar, pra ver meus filhos crescerem.
E como Paisagista, claro, prá plantar muitas árvores, contribuir com muito mais verde!!!!....
Vamos fazer o Natal das crianças? Claro! Quantas vezes subi na boleia do caminhão do Movimento Granja Viva para, com a maior alegria do mundo, passar nos condomínios, de porta em porta, recebendo doações de brinquedos...e fazendo Campanhas de Agasalho nos Condomínios, um sucesso que ajudou e ajuda tanta gente carente!!!!
No Movimento Granja Viva fiz bons amigos...
Gente que como eu, está preocupada com o Meio Ambiente, com os problemas da região de Cotia, com as comunidades carentes, com os problemas do Município.Afinal, com o passar dos anos, a Granja foi crescendo, sem controle nenhum...
E com o crescimento, o sossego foi indo embora...a Raposo virou Travares, e as incorporadoras vendem o "Sonho Granjeiro".
"COMPRE SUA CASA EM MEIO AO VERDE! "...(só que eles já chegam derrubando as árvores que estão vendendo!)
Com a chegada de tantos empreendimentos, a segurança virou preocupação... e entrei para o Conselho de Segurança - o CONSEG da Granja...
Com nossas reuniões itinerantes em vários bairros, ouvimos os problemas que os moradores nos trazem...
As árvores começaram a cair, e lá fui eu para o Conselho do Meio Ambiente...brigar pelo Verde, brigar para que se faça Progresso com responsabilidade...com parceria com a Comunidade...
Diante de tantos desafios, sempre encontrava lá no fundo uma esperança de que a coisa podia melhorar, que era só as pessoas se unirem e brigarem pelo bem comum!
E dessa necessidade, de união e parceria, nasceu esse Blog.
Para todos da Granja, para expor os problemas e dividí-los.
Para juntos conseguirmos as soluções para o nosso "Cantinho dos Sonhos".Esse espaço é seu! É nosso!
Escreva tudo que te incomoda.
Vamos buscar juntos as soluções! Vamos por a boca no trombone diante do que nos incomoda.
Vamos mostrar pra quem está chegando, que todos são benvindos sim, desde que vistam a camisa granjeira e não venham apenas dormir aqui, ou desmatar, ou vender seu peixe.
Tenho um lema, que sempre me acompanha e diz tudo o que penso:
"Sozinhos vamos mais rápido, porém juntos, vamos mais longe"!
Sim, a verdade é essa:

JUNTOS, VAMOS MAIS LONGE!

Um beijo,
Fau Barbosa